Take a sexy look – em Autumn Sonnichsen

Março 27, 2009

at1

Um dia abri minha caixa de e-mails, e lá estavam fotos minhas feitas por ela, sem que eu soubesse, em plena correria de trabalho. Uma luz incrível, um calor. O registro de partes do corpo, de olhares, de gestos, que você nem se da conta que possam ser seus, mas ela sim.

A gringa do papo de hoje tem fala mansa e dedos rápidos no gatilho de seus cliques. Com o sotaque charmoso e olhar apimentado, ela engata uma conversa boa e em pouco tempo consegue despir mulheres que nunca haviam pensado em tirar a roupa ( embora seu trabalho vá muito além do nu). O resultado é sempre delicioso, como as iguarias que prepara na cozinha para amigos sortudos. Conheça uma leve pitada da fotógrafa californiana Autumn Sonnichsen. Lambuze-se aqui.

- Conte um pouco da sua tragetória. Mudou de cidade muitas vezes? Onde já morou?
Fiz colégio na Florida. Quando sai de casa, fui morar na norte da Califórnia, numa cidadezinha chamada Eureka. Depois me mudei para Paris, e de lá fui para Berlim, e passei duas temporadas em Cape Town. Quando sai da Alemanha fui para Nova Iorque, voltei para Paris, fiquei seis meses e me mudei para o Cairo. Depois disso vim para Brasil.

- Por que muda tanto de país?
Sempre me mudei por que tinha uma boa razão para ir para o próximo lugar. E para ser muito sincera, eu sou jovem, e o trabalho que eu escolhi me permite isso.
- Qual seu lugar preferidos no mundo?
A casa da minha mãe.
- Onde mora sua família? Você tem irmãos?
Agora eles estão espalhados pela Califórnia. Tenho duas irmãs mais velhas, um irmão mais velho e dois irmaozinhos.
- Fez faculdade? Como se tornou fotógrafa?
Fiz Historia da Arte, mas nunca terminei. Eu fotografo desdo colégio, e quando eu me mudei para Berlim, conheci um fotografo de moda alemão, fui trabalhar com ele como assistente… e foi assim.
Já trabalhou com outras coisas?
Já fui bartender, professora de linguas, garçonete, telemarketer e vendedora numa loja de coisas hippies.
at-ela
Autumn por ela mesma

- Quando era criança sonhava em ser…

Veterinária.

- Sua temática é a pornografia? Como começou esse interesse? Qual a
primeira foto porn que fez?

Minha temática definitivamente não é a pornografia, as pessoas que acham isso conhecem muito pouco meu trabalho ou não estão prestando atenção. Eu já fotografei muitas pessoas desse meio e fui em algumas filmagens de pornos, mas é uma temática como qualquer outra daquelas com que eu trabalho.
- Você já fotografou muitas de suas amigas. Como funciona isso? Elas
pedem ou você leva no papo até elas estarem nuas?

Toda mulher é diferente da outra. Não tem regra. Mas algumas pedem, sim.
at21
- Quais suas referências na fotografia? As pessoas que admira…
Eikoh Hosoe, David Lachapelle, Newton, Weston são as pessoas que eu mais admiro mas não uso outros fotografos como referências.
- Fontes seguras me falaram que você é ótima na cozinha. Qual sua especialidade?
Depende da época, e para quem eu estou cozinhando. Faço geleias, bolos, coisas para dar de presente. Cresci comendo comida mexicana todos os dias. Quando tenho saudades de casa, é isso que eu gosto de comer. Gosto de fazer comida Arabe, que sempre faz muito sucesso com meus amigos em São Paulo, gosto de frutas e temperos raros. Esse ano preciso aprender a cozinhar pratos da Thailandia.
- Você gosta do mundo pornográfico na sua vida particular ou é apenas
trabalho?

Cada um no seu quadrado.
- Quem você gostaria de fotografar nua que ainda não fez?
Tem gente que eu gostaria muito de fotografar, mas com as mulheres dos meus sonhos não to muito ligada nessa de ter que tirar a roupa, estarei mais feliz só de ter elas na minha frente. Adoraria fotografar a Dolly Parton, a Luiza Brunet, a Catherine Deneuve. Gosto das grandes mulheres.
- Seus pais conhecem suas fotos? O que eles falam?
Conheçam. Estão orgulhosos.

- Quem são suas personagens? Garotas de programa? Como são feitas
essas fotos? Você paga as garotas?

Todo fotografo de mulher pelada no Brasil fotografa garota de programa uma hora ou outra. Minhas personagens são as pessoas que apareçam na minha vida e apareçam por vários motivos. Se for um trabalho comercial para uma revista ou coisa do género, elas são pagas sim.

2 Respostas to “Take a sexy look – em Autumn Sonnichsen”

  1. [...] Algumas de suas fotos estão disponíveis no site da fotógrafa. E para quem quiser saber mais sobre ela, a repórter da revista Trip, Kátia Lessa, postou em seu blog uma recente entrevista com Autumn Sonnichsen. [...]

  2. [...] Algumas de suas fotos estão disponíveis no site dela. E para quem quiser saber mais sobre ela, a repórter da revista Trip, Kátia Lessa, postou em seu blog uma recente entrevista com Autumn Sonnichsen. [...]

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 30 outros seguidores

%d bloggers like this: