arte, cinema, literatura
Comments 2

Kaos – unplugged – final de semana 1

Final de semana 1

Troquei Luciano Huck e Faustão por Billy Wilder e Mario Vargas Llosa. (Será que preciso continuar esse post?) Bom…Vamos lá…


Na pilha de livros que voltou a crescer na cabeceira da minha cama, entram “Billy Wilder e o Resto e Loucura”, a biografia do roteirista e diretor austríaco, escrita por Hellmuth Karasek, e o romance “A Casa Verde”. Ambos os livros haviam sido abandonados por mim em momentos tumultuados da vida, então resolvi recomeçar a leitura. O primeiro, recomendo desde já. É tão saboroso que em dois dias já li 190 das 595 páginas. Minha sugestão é que antes de começar, você confira os filmes de Wilder. Talvez você esteja muito ocupado com a Dança dos Famosos no Faustão, então, para começar, veja pelos menos “Quanto mais quente Melhor”, “Crepúsculo dos Deuses” e “O Pecado Mora ao Lado”.

No Vargas Llosa, ainda caminho lentamente em direção a tal da casa. Mas com ele é sempre assim, demoro a me ambientar, ainda mais quando a história se passa no Peru, mas depois do terceiro capítulo, não desgrudo mais do livro. Foi desse modo com “Travessuras da Menina Má”, que – espero – você já deve ter lido.


Não faço idéia do que meus amigos postaram no twitter ou facebook depois que voltaram bêbados da balada, ou sobre a vitória do Santos no campeonato Paulista. Mas, tomei sol, encontrei amigos, jantei em família (conhece o restaurante Insalata?) , e vi um dos melhores filmes do ano, “O Segredo dos seus olhos”, de Juan José Campanella. Obrigatório.

Tudo corria muito bem, até que fiquei sabendo que – por motivos profissionais – seria bom conferir uma entrevista na TV no domingo a noite. Me senti uma drogada em frente ao controle remoto, resisti por alguns minutos, mas não aguentei. On. De fato, foi importante ter visto a tal entrevista, mas, diante do deslize, achei que deveria estabelecer uma nova regra. Cada vez que isso acontecer, eu ganho mais um dia desconectada como penalidade. Domingo a noite, foi de longe, o momento mais dramático desse rehab. Eu realmente preciso da última temporada de House em DVD para esses momentos. E talvez, de uma pizza.

2 Comments

  1. PT says

    Eu, como fã de Wilder, acho que Ace in the Hole (A Montanha dos Sete Abutres) também é basico.

    E eu gosto bastante de The Lost Weekend (Farrapo Humano).

    E Sabrina!

  2. Kátia Lessa says

    A Montanha dos Sete Abutres é mesmo básico, mas eu tava falando com o povo que vê “Dança dos Famosos”, da um desconto. Eles são ocupados. hahahahaha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s