All posts filed under: esporte

.O penta e o Gui.

Meu vô era corinthiano, daqueles que escutavam o jogo no rádio do quarto, sozinho e concentrado. Meu pai torce para o mesmo time, mas nunca foi um fanático por futebol. Por temperamento, ou talvez por ter tido três filhas mulheres. Mesmo assim, me levou várias vezes ao estádio para ver o Timão. Mas quando eu era pequena, bem pequena, tinha o Gui. O Gui é um amigo de infância, daqueles que eu lembro que existe desde sempre, que eu adotei como um irmão mais velho. Que me ajudou a andar de bicicleta sem rodinha, que avisava quando eu e a Ju (irmã mais nova dele) podíamos atravessar a rua para ir até a padaria tomar sorvete. O Gui era corinthiano até alma. Em dia de jogo importante ele ficava diferente. Uma mistura de emburrado e feliz, tudo junto. Se a partida não ia passar na televisão ele andava pra lá e pra ca com aquele radinho de  pilha e ficava olhando pro horizonte como se estivesse vendo os jogadores em campo. Usava uma camisa da …

.KE11Y SLATER. – AGAIN

39 anos e 11 vezes campeão mundial. ONZE. Fenômeno do esporte, o surfista acaba de faturar -antecipadamente- mais um título mundial. Ontem, ele ganhou a penúltima etapa do World Tour, em São Francisco. Kelly venceu o australiano Daniel Ross e garantiu o caneco exatos um ano após a morte de seu grande rival, Andy Irons.  Manda prender, sério.

.Hardcore.

Vira e mexe eu falo aqui no blog de revistas bacanas que encontro por aí. Quase sempre são de música, moda, ciência ou artes plásticas. Mas desde o ano passado, devo dizer que corro até a portaria para checar se a minha Hardcore já foi entregue. Sim, uma revista de surf. Eu não surfo, mas gosto do esporte e posso afirmar que a Hardcore é hoje a revista mais bacana do segmento no mercado nacional. Projeto gráfico de primeira, boas entrevistas, dicas de gastronomia, música e belas fotos. Esse mês, a publicação está melhor do que nunca. Uma edição especial que comemora os dez títulos mundiais de Kelly Slater e chora a morte do ídolo Andy Irons. Duas belas capas, daquelas pra guardar.

.Silêncio em Porto Rico – R.I.P Andy Irons

  Enquanto o mundo esperava boas ondas em Porto Rico, para comemorar a possível vitória do décimo campeonato mundial de Kelly Slater, uma notícia abala os alicerces da nata do surf. Tricampeão mundial do esporte, o havaiano Andy Irons morre aos 32 anos. Segundo anuncio  do patrocinador, Andy , que já não se sentia bem, foi encontrado morto em um quarto de hotel em Dallas, vitima de dengue, embora a causa ainda não esteja confirmada oficialmente.  A esposa de Andy está grávida de mais de oito meses.

.100.

Kit do centenário Meu avô nunca me levou ao estádio. Quando tive idade para conferir o Timão ao vivo, ele já havia sofrido um derrame. Mas passei a infância toda com o barulho do rádio, e depois da TV, que vinha do quarto dele aos finais de semana quando o Corinthians entrava em campo. Eu, a primeira neta mulher,  adorava. Na gaveta ao lado da cama, ele guardava alguns relógios bacanudos, um isqueiro de ouro que queimou muito de sua vitalidade, canetas de pena, a chave do armário de doces e a carteirinha abaixo. Só coisa fina. Quando ele morreu, cada objeto tomou seu rumo. Adivinha com qual eu fiquei? É nóis, vô! Timão 100 anos. Parabéns!